Skip to content

Diferença entre Homeopatia Clássica e BioFAO

A metodologia dos fatores de auto organização do biocampo (BioFAO) é uma terapêutica médica fruto de mais de 30 anos de pesquisas científicas com resultados comprovados em seres humanos e também em animais.

Ela parte do pressuposto de que a saúde real vai além da remissão dos sintomas. A saúde é, na verdade, resultado de um reequilíbrio energético que perpassa por uma auto organização interna em todas as dimensões do ser. Assim, ela foca no indivíduo de forma integral, buscando harmonia no biocampo.

A BioFAO trabalha com os Fatores de Auto Organização e a medicação usada é chamada Archeus. É uma medicação formada por 7 compostos homeopáticos que se encontram em correspondência com os 7 principais centros de força (chakras).

É importante, entretanto, ressaltar a diferença básica entre essa metodologia e a homeopatia tradicional.

A homeopatia clássica estuda os padrões mórbidos, os sintomas do adoecimento, o que já saiu da nossa matriz saudável (ou biocampo).
Abordamos o doente como pessoa no seu todo, elaborando um diagnóstico apoiado nos sinais físicos, psíquicos, mentais e sociais evidenciados pelo paciente.
É a cura da pessoa.

As medicações homeopáticas tradicionais partem do princípio do semelhante tendo por base a patologia em questão. Essas medicações reproduzem no organismo efeitos parecidos com os sintomas do paciente, estimulando o organismo a reagir e se defender.

Já o BioFAO tem por base o princípio do idêntico: a medicação reproduz no organismo uma informação eletromagnética idêntica à do biocampo sadio, estimulando o organismo a se colocar como equivalente do saudável. O foco é na SAÚDE, e não na doença.
A medicação funciona como uma chave que ativa os centros de força e estimula a reorganização energética do biocampo. Aos poucos o corpo vai se recompondo e se reestruturando de forma saudável a nível físico, psíquico e emocional.

O BioFAO reconecta a pessoa com seu potencial de cura, de forma que a pessoa retome o lugar de gestor da própria vida e da própria saúde.

A proposta é resgatar o indivíduo que está fora dos domínios universais, equilibrar seu campo e, por ressonância, trazê-lo para dentro desses domínios universais que, alinhado com o campo organizado do indivíduo, vai criar a auto-organização e levá-lo a curar todos os seus sintomas físicos e emocionais.

É a cura da vida da pessoa, protagonizada pelo próprio indivíduo.

Related News

Nenhum comentário, seja o primeiro!


Add um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *